sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Fim de semana tá aí ó...

E aí belezuras....

Hoje o dia foi ó-te-mo, rendeu horrores... Essa historia de abrir a loja ta me consumindo, mas tô adorando...É tanto suplemento que eu tô conhecendo...Loucura.

O treino foi ótimo. Hj só inferior...
Aquecimento: corrida 15 min a 8 km/h
Leg 45º 3x17
Afundo 3x17
Supra 3x30
bike 3'
adução 3x17
abdução 3x17
supra 3x30
bike 3'
Aero final: corrida 20 min a 8 km/h

Dietinha OK. Mas a noite foi ofar !!!

Mais um fim di senama começando...Vamos apreciar com moderação...

E lembrem-se: vc pode sempre estar melhor do que agora. Tenha foco e não desista...







Bjs...

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

A boa filha à casa torna...

Oi lindas,

Que saudade que estava de postar. Voltei para casa depois de passar um mês e meio em Campinas. Meu irmão está bem melhor e aproveito pra agradecer todo o carinho de vcs.

Hj foi dia de por a casa em ordem, literalmente...
Assim que acordei tomei meu oxyelite, que aliás hj completou 2 semanas e de efeito colateral nadinha... Pena que eu não tirei fotinho do antes, porque eu acho que já deu uma melhorada. Mas hj tb não tem foto porque não sei onde enfiei a câmera...e do celular ficou péssimo...aff !!!

Voltei a fazer dietinha normal... Tava cheia daquela comida de hospital...
Fiz minhas compras com muitos ovos, batatas doce, inhame e aipim, humm...e comprei um cottage maravilhoso...




Acho que não dá pra ler muito bem...
Em 2 colheres de sopa:
Kcal: 30
Carbo: 1g
Ptn: 8g
Gordura: 1,5g
R$ 4,49...

Quanto ao treino, eu parei com a hipetrofia e parti para a definição. Mas devo confessar que tô detestando. Esse negocio de ficar fazendo mil repetições é um saco, não vejo a hora de acabar pra voltar a pegar pessado...
O treino tá dividido em superior e inferior com aero antes e depois...Vou fazer só esse mês, pra tentar diminuir a bf e depois vamo puxar ferro...

Ai que saudade de vcs...

Bjs...

domingo, 16 de outubro de 2011

Você bebe água o suficiente?

Oi girls,

Eu não era de beber muita água, nunca fui...Já maridon mais parece um camelo, rs...

De um tempo pra cá meu consumo de água aumentou muito, e principalmente quando eu passei a usar o Jack3D como pré-treino, aumentei mais ainda e apesar de não tomar mais, a água ficou...E com vcs, como está o consumo de água?



Todos nós sabemos a importância da água para a nossa saúde, mas poucos sabem da contribuição da água quando o assunto é construir massa muscular. Manter o corpo bem hidratado é muito mais importante do que a gente imagina e este fato não deve ser menosprezado.

Cerca de 70% do nosso corpo é composto por água – incluindo 83% do seu sangue, 22% dos seus ossos e impressionantes 75% da sua massa muscular. Quando a gente fica desidratado, os níveis de água de todas estas partes diminuem. E quando isto acontecer você pode esquecer a hipertrofia muscular, pois esta será a última prioridade do seu corpo, isso se você tiver energia para treinar corretamente.

A água vem em segundo lugar, apenas perdendo para o oxigênio, no ranking de nutrientes mais importantes para o corpo. Estudos comprovam que até mesmo pequenas oscilações nos níveis de água podem afetar a saúde e até mesmo a performance de uma pessoa.

Resumindo: a água promove um ambiente anabólico no nosso corpo!


A primeira pergunta que deveríamos fazer é...

Estou tomando água o suficiente?

A resposta provavelmente será NÃO. Refrigerantes e café não contam. A cafeína por exemplo (geralmente presente tanto no café como em refrigerantes além de suplementos amplamente utilizados como pré-treinos e tremogênicos), aumenta a perda de fluidos através da diurese. Quando isto acontece, o corpo começa a reter água. Geralmente nós escutamos que o ideal é beber de 6 a 8 copos de água ao dia. Esta quantia é apenas convencional, para pessoas com físicos convencionais, você que almeja um corpo bem diferente do convencional, tem que beber muito mais. Beba em média 3 a 4 litros por dia.

Mas por que eu devo beber tudo isso?
                                   
1. A água limpa as toxinas do corpo: A água consegue remover as toxinas e outros restos metabólicos do corpo. A água é ainda mais importante quando se está em uma dieta com bastante proteína, que é o mais comum em quem treina com pesos, a água neste caso ajuda a remover o excesso de nitrogênio, uréia e corpos cetônicos. Se você está comendo de forma monstruosa para ganhar peso, então você precisa de mais água ainda, para ajudar os rins a fazerem o seu trabalho.

2. A água ajuda a metabolizar gorduras: Sem a ingestão suficiente de água, os rins não conseguem funcionar de maneira correta. Quando isto acontece, uma parte da sobrecarga é transferida para o fígado. O fígado metaboliza gordura e transforma em energia. Se o fígado está fazendo o trabalho que os rins deveriam estar fazendo, você queima muito menos gorduras. Além disso, a ingestão de água ajuda como supressor natural de apetite.

3. A água reduz a retenção de líquidos no corpo: Ao contrário da crença popular, beber água na verdade ajuda você a liberar o excesso de retenção hídrica. Quando você não ingere o suficiente de água, o corpo se prepara para uma “seca” e começa a armazenar o máximo de líquidos possíveis, bebendo muita água você elimina essa necessidade do corpo.

4. A água ajuda os seus suplementos a funcionarem melhor: Suplementos como a creatina funcionam por causa da retenção hídrica dentro das células musculares. E obviamente para isto acontecer você tem que ingerir muita água. E mais, se você está treinando muito duro, você vai precisar de um polivitamínico e muitas vitaminas são solúveis a água, ingerindo líquidos você vai ativar estas vitaminas de forma muito mais expressiva.

5. Manter o pico de força: Se você deseja manter sempre o seu pico de força em todos os treinos, é bom começar a considerar a sua hidratação. Até mesmo uma pequena desidratação (3-4%) pode diminuir a força em até 15%.


Além da água que é hipotônica, os isotônicos são as bebidas mais indicadas e devem ser ingeridas de forma alternada com a água. Além de serem à base de água possui em sua fórmula sais minerais e carboidratos (6 a 8%), ideais para reposição de líquidos e eletrólitos perdidos através do suor  durante atividade física.
Como as concentrações de eletrólitos são semelhantes ao sangue humano, a absorção desse líquido é muito rápida. E mais, por apresentar baixa quantidade de carboidratos não há sobrecarga do aparelho digestivo. Além disso, fornecem energia para os músculos que estão em exercício. Mais atenção: só há necessidade de consumi-los se você perder mais de 2% de peso corporal durante a atividade física.
Uma forma fácil de verificação é você pesar-se antes do exercício e imediatamente após, aplicando a fórmula abaixo:

PESO PÓS -TREINO X 100
PESO PRÉ-TREINO

Subtrair o resultado de 100;
Resultado menor ou igual a 2: só a água será suficiente;
Resultado maior que 2: beba um isotônico, além da água; 
Nos dois casos, o resultado dessa fórmula também indica a quantidade (em litros) que você deve ingerir.

Se perdermos 5% do nosso peso corporal através do suor o desempenho na academia cairá em 30%, algo que não queremos de modo algum. Logo, é indicado o consumo de 400 a 600 ml de água 2 ou 3 horas antes do aeróbico ou da musculação. Este líquido prevenirá o estresse térmico, retardando a desidratação, aumentando a transpiração e diminuindo a indesejada elevação da temperatura corporal.

Durante o exercício também é importante se hidratar. Se o exercício durar menos que 1 hora, só a ingestão de água já é o suficiente, sendo recomendada 150 a 200 ml de água a cada 15 ou 20 minutos. Caso o treino dure mais de 1 hora, pode ser necessária a ingestão de isotônicos. Acontece que o corpo perderá sódio e potássio durante o suor, além de depletar o carboidrato (glicose) na geração de energia. Mas lembre-se: se o treino tiver como objetivo a perda de gordura, de nada adianta a utilização de bebidas com carboidratos, pois o corpo parará de utilizar as reservas lipídicas para fazer uso da glicose que acabara de ingressar na corrente sanguínea.

Após o treino, é importante que continue havendo a reidratação. Neste momento o praticante não deve ingerir cafeína ou álcool, já que estas substâncias são diuréticas e a ideia é reter ao máximo o líquido que entrar no corpo. Bebidas com sódio, potássio e carboidratos de alto índice glicêmico são boas opções! O sódio vai reter o líquido e ajudar contra a desidratação; potássio vai auxiliar no balanço hídrico e intramuscular; e o carboidrato fornecerá energia rápida ao organismo, quebrando o catabolismo.

Amanhã vou postar o treino novo...

Semana que vem tô voltando pra casa...Vai ficar mais fácil cuidar da dieta que ainda tá difícil. #hospitalEca...

Bjs.

sábado, 8 de outubro de 2011

Adoçantes


Sacarina, estévia, ciclamato, aspartame... Muitos desses nomes se incorporaram ao nosso dia a dia, em produtos light e diet. Mas conhecemos muito pouco sobre o uso e os efeitos desses produtos. Esta semana no SA conversamos um pouco sobre adoçantes e várias dúvidas surguiram... Por isso resolvi fazer este post. Tá grandinho, mas acho que ficou legal...

Para entender melhor, vamos então a algumas definições:

Edulcorantes - são produtos extremamente doces, com poder de adoçamento muito superior ao da sacarose (açúcar comum). Podem ser naturais se extraídos de plantas ou fibras, e sintéticos se produzidos em laboratório.

Acessulfame K - derivado do ácido acético, o mesmo do vinagre, não possui calorias. Como é estável a temperaturas elevadas, é utilizado em muitas preparações como o gomas, balas, refrigerantes, chocolates e geléias. Pessoas que necessitam limitar a ingestão de potássio (K) só devem consumi-lo após consulta médica. Geralmente é associado com sacarina e ciclamato de sódio.
Limite de consumo: 15 mg/dia/kg
Marcas: Assurgin e Doce Menor

Aspartame - produzido da combinação de dois aminoácidos, tem poder de adoçar até 200 vezes mais que o açúcar comum. Não pode ser aquecido e é o adoçante com menor risco de toxicidade. Tem o sabor mais parecido ao do açúcar em comparação com sacarina e ciclamato. Geralmente é associado ao sorbitol extraído das frutas.
Limite de consumo: 40 mg/dia/kg
Marcas: Finn e Gold

Ciclamato – derivado do petróleo. Não possui calorias, mas tem um sabor residual acredoce ou doce azedo. Resistente às altas temperaturas.
Alguns estudos da década de 1970 apontaram efeitos carcinogênicos no ciclamato de sódio em ratos. Por isso, ele é ilegal nos EUA, Inglaterra, França e Japão. Em mais de 50 países, incluindo o Brasil, seu uso é autorizado. Costuma ser combinado com a sacarina.
Limite de consumo: 7 mg/dia/kg
Marca: ZeroCal

Sacarina – edulcorante também derivado do petróleo. Zero caloria por grama, poder adoçante 300 vezes maior que o da sacarose. Pode ser utilizado em preparações quentes. Geralmente associada ao ciclamato, tem poder edulcorante 200 a 700 vezes maior do que a sacarose, presente no açúcar. Foi descoberta em 1879 e era utilizada inicialmente como anti-séptico e conservante. Os adoçantes feitos de ciclamato e sacarina têm gosto amargo, mas são os mais baratos
Limite de consumo: 5 mg/dia/kg
Marca: ZeroCal

Sucralose – feito a partir da molécula do açúcar de cana modificado em laboratório. Não contém calorias e têm o maior poder de adoçar entre todos os edulcorantes (600 a 800 vezes maior que a sacarose). Não deixa gosto residual, sendo parecido com o do açúcar. Resiste bem às altas temperaturas.
Limite de consumo: 15 mg/dia/kg
Marcas: Linea e Splenda

Stévia Derivada da planta de mesmo nome, já era utilizada pelos índios tupis-guaranis, com zero caloria. Com sabor residual semelhante ao do alcaçuz, pode ir ao fogo e realça o sabor dos alimentos. Em geral, é associada a outros adoçantes e, por isso, deixa de ser "natural".
Limite de consumo: 5,5 mg/dia/kg
Marcas: Stevita (pura) e Good Light

Frutose – é natural das frutas e mel. Tem um sabor mais doce do que o açúcar. Ao fogo, derrete, mas mantém o poder de adoçar. Possui 4 calorias por grama. Especialistas não recomendam seu uso por diabéticos porque favorece a elevação do colesterol
Limite de consumo: não estabelecido
Marcas: Doce Menor e Lowçucar

Fique de olho
Cuidado com o excesso de adoçantes se você consome tudo diet, light ou zero: refrigerantes, gelatinas, geléias, sucos, chás. Assim fica mais fácil ultrapassar a quantidade máxima a ser ingerida.
Estudo recente publicado na revista "NeuroImage” indicou que quanto mais a pessoa utilizar adoçantes, isso pode "enganar" o cérebro que esperava glicose devido ao sabor doce e como não a recebeu, despertar o apetite. Por este razão, sugiro que a utilização seja orientada por médico ou nutricionista.
Atenção também em não "esguichar" os adoçantes, pingue gota por gota.
O ideal para a saúde é acostumarmos nossos paladares aos sabores naturais. Que tal experimentar um suco sem adoçá-lo ou um bom café?
Bjs...

Ah, segunda treino novinho e back to the basics....


domingo, 2 de outubro de 2011

Oi meninas,

Tô voltando... A coisas estão mais calmas...
Queria muito agradecer as queridas que mandaram seu apoio e que estão orando por nós.
Achei uma boa academia e melhor de graça... Já tava ficando nervosa, aki em Campinas as coisas são muito caras. Voltei a treinar na quinta, bem levinho pra re-adaptar. Incrível como ficar parada 2 semanas me pareceu uma eternidade. Tô toda doída, mas feliz de sentir cada dorzinha.
Queria tb mandar um super beijo para as meninas da SA. Durante esse período, não postei aki no blog mas me distraí muito lá.
Esta semana é semana de troca de treino. Depois eu posto pra vcs. A única coisa que tá meio complicada é a dieta... Ainda tô tentanto resolver essa peleja.

E pra não ficar sem fotinho, esmalte do findi... Preto fosco riqué + cobertura flocada Mary Poppins sancion angel.



Bjs.