sábado, 8 de outubro de 2011

Adoçantes


Sacarina, estévia, ciclamato, aspartame... Muitos desses nomes se incorporaram ao nosso dia a dia, em produtos light e diet. Mas conhecemos muito pouco sobre o uso e os efeitos desses produtos. Esta semana no SA conversamos um pouco sobre adoçantes e várias dúvidas surguiram... Por isso resolvi fazer este post. Tá grandinho, mas acho que ficou legal...

Para entender melhor, vamos então a algumas definições:

Edulcorantes - são produtos extremamente doces, com poder de adoçamento muito superior ao da sacarose (açúcar comum). Podem ser naturais se extraídos de plantas ou fibras, e sintéticos se produzidos em laboratório.

Acessulfame K - derivado do ácido acético, o mesmo do vinagre, não possui calorias. Como é estável a temperaturas elevadas, é utilizado em muitas preparações como o gomas, balas, refrigerantes, chocolates e geléias. Pessoas que necessitam limitar a ingestão de potássio (K) só devem consumi-lo após consulta médica. Geralmente é associado com sacarina e ciclamato de sódio.
Limite de consumo: 15 mg/dia/kg
Marcas: Assurgin e Doce Menor

Aspartame - produzido da combinação de dois aminoácidos, tem poder de adoçar até 200 vezes mais que o açúcar comum. Não pode ser aquecido e é o adoçante com menor risco de toxicidade. Tem o sabor mais parecido ao do açúcar em comparação com sacarina e ciclamato. Geralmente é associado ao sorbitol extraído das frutas.
Limite de consumo: 40 mg/dia/kg
Marcas: Finn e Gold

Ciclamato – derivado do petróleo. Não possui calorias, mas tem um sabor residual acredoce ou doce azedo. Resistente às altas temperaturas.
Alguns estudos da década de 1970 apontaram efeitos carcinogênicos no ciclamato de sódio em ratos. Por isso, ele é ilegal nos EUA, Inglaterra, França e Japão. Em mais de 50 países, incluindo o Brasil, seu uso é autorizado. Costuma ser combinado com a sacarina.
Limite de consumo: 7 mg/dia/kg
Marca: ZeroCal

Sacarina – edulcorante também derivado do petróleo. Zero caloria por grama, poder adoçante 300 vezes maior que o da sacarose. Pode ser utilizado em preparações quentes. Geralmente associada ao ciclamato, tem poder edulcorante 200 a 700 vezes maior do que a sacarose, presente no açúcar. Foi descoberta em 1879 e era utilizada inicialmente como anti-séptico e conservante. Os adoçantes feitos de ciclamato e sacarina têm gosto amargo, mas são os mais baratos
Limite de consumo: 5 mg/dia/kg
Marca: ZeroCal

Sucralose – feito a partir da molécula do açúcar de cana modificado em laboratório. Não contém calorias e têm o maior poder de adoçar entre todos os edulcorantes (600 a 800 vezes maior que a sacarose). Não deixa gosto residual, sendo parecido com o do açúcar. Resiste bem às altas temperaturas.
Limite de consumo: 15 mg/dia/kg
Marcas: Linea e Splenda

Stévia Derivada da planta de mesmo nome, já era utilizada pelos índios tupis-guaranis, com zero caloria. Com sabor residual semelhante ao do alcaçuz, pode ir ao fogo e realça o sabor dos alimentos. Em geral, é associada a outros adoçantes e, por isso, deixa de ser "natural".
Limite de consumo: 5,5 mg/dia/kg
Marcas: Stevita (pura) e Good Light

Frutose – é natural das frutas e mel. Tem um sabor mais doce do que o açúcar. Ao fogo, derrete, mas mantém o poder de adoçar. Possui 4 calorias por grama. Especialistas não recomendam seu uso por diabéticos porque favorece a elevação do colesterol
Limite de consumo: não estabelecido
Marcas: Doce Menor e Lowçucar

Fique de olho
Cuidado com o excesso de adoçantes se você consome tudo diet, light ou zero: refrigerantes, gelatinas, geléias, sucos, chás. Assim fica mais fácil ultrapassar a quantidade máxima a ser ingerida.
Estudo recente publicado na revista "NeuroImage” indicou que quanto mais a pessoa utilizar adoçantes, isso pode "enganar" o cérebro que esperava glicose devido ao sabor doce e como não a recebeu, despertar o apetite. Por este razão, sugiro que a utilização seja orientada por médico ou nutricionista.
Atenção também em não "esguichar" os adoçantes, pingue gota por gota.
O ideal para a saúde é acostumarmos nossos paladares aos sabores naturais. Que tal experimentar um suco sem adoçá-lo ou um bom café?
Bjs...

Ah, segunda treino novinho e back to the basics....


4 comentários:

Nádia Rocha disse...

Oii Flavia, tudo bem??
Muito bom o post sobre os adoçantes!
Eu sempre me rendo a uma Coca- zero no fim de semana, pois como estou em fase de secar, aderi a menos carbo, mas eu geralmente prefiro o normal de dieta pelos agravantes...
bjinhos
belezafitness.blogspot.com

Rafaela disse...

Adorei o post, de grande utilidade mesmo..
eu nao sabia que tinha maximo para ingerir

é estou acostumando o meu corpo com os sabores naturais, café, sucooos!

bem melhor alguns! o café que ta tenso hahaha mas aos poucos eu chego
da uma passada no blog..

comentei sobre o oxy! e ooh to adorando ele :P
beijos

LyA Bodies disse...

Flávia, antes de tudo quero dizer que eu emano desde aqui a maior e melhor boa energia para seu irmao! Igual que a história de superaçao daquele garotinho do meu blog, tenho certeza que a história de superaçao do seu irmao, NAO TENHO A MENOR DÚVIDA!

Lindona, eu tmb concordo com esse seu post, os "adoçanmtes" naturais sao os melhores msm...


Força aí lindona e td de bom :*

Rows disse...

saudades tbm flavitcha!!!
eu uso o stevia, que é natural, mas odeio todos.. rsrs
Já até eliminei o cafézinho e os sucos, pq nao me adapto ao adoçante!!!

bjokas gata!!

força aí!

Postar um comentário

Saradas tricotando!!!